ConectaMente 97_edited.jpg

Ana Soares

Psicóloga

CRP:06/137059

Formada em Psicologia pela Universidade Católica de Petrópolis/RJ.
Especialista em Terapia Cognitivo-comportamental (CPAF/RJ) com ênfase em Terapia do Esquema (Wainer/RS). Especialista em Transtornos Alimentares pela UNIFESP/SP. Formada em Trabalho Social com Famílias (Terra dos Homens/RJ) e Educadora Parental em Disciplina Positiva (Certificada pela Positive Discipline Association - EUA).

Psicóloga credenciada junto ao Conselho Federal de Psicologia - CFP para atendimento online segundo a Resolução CFP Nº: 11/2018.

  • Instagram
  • LinkedIn

Um pouco mais sobre mim...

Oi!!! Sou a Ana Soares, psicóloga e sócia-fundadora da ConectaMente.

 

Vim contar um pouco mais de mim por aqui. Logo eu que falo tanto sobre autoconhecimento tive uma dificuldade danada para falar sobre quem eu sou, não porque eu não saiba sobre o que falar, mas por que por vezes é tão difícil acessar nossas potencialidades e também dificuldades, não é?
 

Assim como qualquer pessoa, já tive muitas fases: nada complicada e perfeitinha, como diria aquela música da minha adolescência, mas com uma história repleta de mudanças pessoais e geográficas também.
 

Cresci na serra, mas sempre amei o mar! Sonhava em morar na beira da praia e consegui realizar, mas foi na selva de pedra que descobri a grande profissional e pessoa que poderia ser. Desde pequenininha (de idade, não de estatura) eu buscava entender a causa e o efeito das coisas, sempre fui aquela criança bem clichê que queria saber os porquês de tudo e provavelmente deixei meus pais muitas vezes sem respostas com as minhas perguntas cabulosas e teorias sobre o-quer-que-seja.
 

Sonhava em ser jogadora de vôlei, atriz, comediante ou escritora, e quando fiz um processo de orientação vocacional em que surgiu a profissão de psicóloga, confesso que fiquei decepcionada.
Hoje não sei o que seria se não fizesse isso! Cuidar de pessoas é o meu maior prazer e também meu maior desafio, por ser uma demanda que exige tempo, dedicação, aprofundamento constante e muito, muito afeto!
E porque me exige? Porque também sou mãe, esposa, filha, dinda, tia, irmã, prima, cunhada, neta, sobrinha, amiga e tantos outros papéis que são envoltos de muito afeto.

 

Mas como já diziam as palavras de um sábio livro antigo: "se não tivesse amor, nada seria!"